Paralelo a Dalí, o ainda experimental está no cinema

Atualmente os principais espaços que acolhem importantes mostras de cinema são centros culturais. Nas principais cidades do país, o Centro Cultural Banco do Brasil e a Caixa Cultural montam concorridas exibições de cinema e no Rio de Janeiro a Cinemateca é localizada dentro do Museu de Arte Moderna. Ainda assim, por algum motivo meio estranho, é raro que estes locais agreguem as programações cinematográficas nas exposições de belas artes.

Geralmente a sala de cinema possui uma programação completamente independente, quando não marginalizada. A única exceção constante no Rio de Janeiro é o Instituto Moreira Salles, que fica no alto da Gávea. Isso faz com que a proposta do CCBB do Rio de exibir a mostra Surrealismo e Vanguarda (de 23/07 a 11/08 de 2014) em paralelo com a exposição de Salvador Dali seja especialmente interessante.

the-pleasure-garden

Enquanto a tão celebrada retrospectiva dedicada ao pintor catalão é um pouco decepcionante, a mostra cinematográfica apresenta uma curadoria bem definida e ousada. Conta com os grandes clássicos surrealistas (Um Cão Andaluz, Entr’acte e A Idade de Ouro), mas também com representantes de outras vanguardas, como Maya Deren, Jean Genet e Mário Peixoto, autor de Limite, considerado por muitos como o melhor filme brasileiro de todos os tempos.

O destaque fica para as exibições em 16mm dos trabalhos cinematográficos do poeta americano James Broughton, realizados entre 1946 e 1983 que são bem raros, além de outros trabalhos como Salomé, um filme bem bizarro do mexicano Teo Hernandez. Uma ótima oportunidade para fugir do cânone das vanguardas e se aventurar realmente em um terreno desconhecido e experimental.

clint-eastwood_avatar
Hoje à caminho da Zona Norte, peguei um taxi em frente ao Maracanã, onde já chorei, e muito. Onde o Brasil já chorou em 50, onde alguém vai chorar na final dessa Copa, seja vencendo ou perdendo. Dei sinal e…
abertura exposição z.bra hostel daniel barreto arte rio de janeiro
O designer Daniel Barreto (@danielbarreto05) A.K.A. Palmeirinha inaugura uma nova fase de sua carreira, agora atuando também como pintor. O Kick Off é com a exposição no Z.BRA Hostel, no Leblon, que teve início no dia 24.07 e fica até…

Formado em cinema depois de passagens por direito e jornalismo, trocou o stress dos sets de filmagem pela luta diária e contínua da preservação audiovisual. Tenta viajar pelo menos uma vez por mês, nem que seja por meios alternativos (leia-se: música e cinema), tentando sempre explorar novos lugares e desafios. Fã de tênis, rúgbi (mais pelos jogadores...), judô, natação e de todos esportes olímpicos, evitando qualquer patriotismo patotado, curte de tudo, de pintura a política, mas são as músicas e filmes que costumam mudar sua vida diariamente. Tenta atualizar com certa infrequência os vários blogs que mantém e os muitos projetos que inicia, como escrever, pintar, fazer colagens e fotografar. Possui o poder de transformar tudo numa lista de melhores.