Vinicius de Moraes – Poema Sinfônico na UERJ

Há 100 anos nascia Vinicius de Moraes. O poeta, ou melhor, “poetinha”, merece muitos louvores. Para exaltar a arte do encontro, a orquestra mais carioca do Rio preparou um concerto especial em reverência ao boêmio. Trata-se do “Vinicius de Moraes – Poema Sinfônico”, que será realizado em 23/05/2014 na UERJ.

2

A OSRJ vai apresentar arranjos inéditos para uma seleção (difícil de se fazer) de 16 cancões do compositor, elaborados por consagrados maestros: Jaime Alem, Gilson Peranzzetta e Rafael Barros Castro. Porém os grandes nomes não estão apenas por trás das partituras. No palco, além dos notáveis músicos da OSRJ, poderemos ouvir as vozes de Leila Pinheiro, Leny Andrade e Zé Luiz Mazziotti. Impecável. Um detalhe muito interessante é que sonetos e poesias de Vinicius serão recitados pelo grande ator Milton Gonçalves. Como se pode ver, vai ser imperdível.

3

Pra quem não conhece, a Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro é uma orquestra de câmara composta por músicos geniais que vem oferecendo um repertório muito abrangente com formações instrumentais variadas. Vai do clássico ao popular, toca compositores brasileiros e estrangeiros, conta com a participação de grandes nomes da música como convidados e apresenta arranjos singulares.

Sente o clima do concerto desta sexta:

osrj

Veja vídeos da OSRJ – https://www.youtube.com/user/osrjmusik/videos

Serviço:

Vinicius de Moraes – Poema Sinfônico
Data: Sexta, 23 de Maio
Local: UERJ / Teatro Odylo Costa Filho
Endereço: Rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã
Hora: 19h30
ENTRADA FRANCA

 

GM

magritte-open-ceremony-feat
Dos pintores surrealistas, René Magritte é o que considero o mais sedutor: seus desenhos instigantes, estranhos, inspiram sonhos delicados, enquanto perturbam o pensamento de maneira suave. Imagine poder vestir esse contraste lúdico? Em parceria com a Magritte Foudation, a multimarcas Open Ceremony acaba de apostar…
jorge-du-peixe
"Sexteto finalmente quebra o silêncio em disco bem azeitado", álbum que "pode ser caracterizado como um renascimento da banda", mas que "não ousa como nos trabalhos anteriores". Como se pode ver, a crítica recebeu com elogios moderados o disco de…

Acordamos inspirados para mais um dia de trabalho, ainda que não seja dia útil. O nosso compromisso não tem hora marcada. Não estamos em nenhuma zona de fuso-horário. Fazemos o nosso próprio tempo. O produto do nosso trabalho é não perecível, atemporal, mas sem condimentos. Originais da nossa safra, inspirado nos nossos dias.