Jon Rafman: criação de narrativas através do Google Street View

Além de roubar uns dados pessoais por onde passa, a principal função do Google Street View é simples: fornecer aos seus usuários uma experiência de localização mais próxima, coletando imagens ao nível da rua e permitindo que as observemos. Pode-se dizer, assim, que suas atividades são basicamente descritivas, de documentação e informação, como acontece com qualquer outro tipo de mapa. Mas em algum momento, é claro, alguém teria que subverter essa lógica.

jon-rafman-google-street-view-scene-4

O que Jon Rafman faz é passar horas e horas por dia navegando pela ferramenta, aproveitando-se do seu nível de detalhe pra procurar imagens que extrapolem a pura e simples descrição dos lugares. Com isso, o que chamaríamos de imagens se transformam em cenas, e o que seria apenas um registro transforma-se em narrativa. Esse movimento, por sua vez, pode ser facilmente associado ao que ocorre com as câmeras de segurança: até que ninguém analise as imagens pra descobrir que tipo de história elas podem contar, elas continuarão sendo apenas registros, pedaços de informação aparentemente submersos ou desconectados.

jon-rafman-google-street-view-scene-9

jon-rafman-google-street-view-scene

jon-rafman-google-street-view-scene-2

jon-rafman-google-street-view-scene-5

jon-rafman-google-street-view-scene-3

A propósito, isso é bem parecido com o que muitos de nós – heavy users ou não de redes sociais – fazemos constantemente, que é trazer acontecimentos diários à tona e criar narrativas sobre eles. Entre o Google Street View e o look do dia, o que Jon Rafman parece querer dizer é que a crônica está em todo lugar, e que somos todos cronistas.

original_publicidade-old-spice
baby, light my fire O mercado consumidor está cada vez diversificado e é uma constante a criação de novas marcas para atender a tantas ramificações do mesmo. Sim, eu sei que parece mais um artigo com "puta sacadas" óbvias de…
cinefilos_deli
Página inicial do Rate Your Music Um dos sites mais legais para se exercer a cinefilia é o Rate Your Music. Como o próprio nome indica, ele foi criado para que os usuários deem notas aos álbuns de música,…

Brasileiro residente em Berlim. Viciado em música, arte e futebol. Coautor do livro 'D4', de contos e poesias, publicado pela Editora Multifoco, e Marketing Campaign Manager na empresa upday.com