Deli Entrevista: Virei Viral (mostra de conteúdos virais no CCBB RJ)

Entre os dias 24 e 27 desse mês todos vão ao CCBB RJ, menos a Luiza, que está no Canadá.

A mostra Virei Viral vai levar ao Centro uma série de eventos que vão discutir temas importantes como o fenômeno da viralização e a cultura do compartilhamento. A palestra de abertura será no dia 24 às 19h e ficará por conta de Heloísa Buarque de Hollanda, uma das maiores pensadoras da Cultura Digital na atualidade. Do dia 25 ao 27 ocorrerão outras palestras, shows e as Live Playlists, que consistem em apresentações de narrativas temáticas a partir de vídeos viralizados na web. Além disso serão expostos trabalhos de artistas que têm a contribuir sobre os temas, como Alexandre Mury. A exposição permanece até janeiro de 2014, pra sorte de quem tenta compreender melhor a cultura contemporânea, que é fortemente entrelaçada com a vida digital.

Pra falar um pouco mais do assunto, conversamos por e-mail com a equipe de curadoria do Virei Viral. Agradecemos a Diogo Rezende, Isabel Seixas e Letícia Stallone pela entrevista! Logo abaixo, confira.

virei-viral-conceito

Quando falamos que alguma coisa viralizou, é comum pensarmos imediatamente no compartilhamento via internet. Os virais surgiram com a internet ou já existiam antes dela? Se esse segundo caso for verdade, é possível dizer qual foi o principal viral do mundo pré-internet e como ele aconteceu?

Entendemos que o viral é muito anterior à era digital. É difícil dizer qual foi o primeiro viral. Ele surge lá atrás com os rituais, os mitos… Compartilhamos experiências desde sempre.

Na exposição mostramos um caso de um programa de rádio em que Orson Welles lê trechos do romance ‘A Guerra dos Mundos’. A população que ouve o programa acredita de fato naquela narrativa de Marcianos invadindo a Terra e a coisa vai se espalhando de tal forma que o pânico toma conta de algumas cidades americanas durante algum tempo.

Há outros casos como as cartas correntes, a própria técnica do stencil que está por aí pelas ruas…

Dá pra perceber que os conteúdos virais têm uma grande variedade de estilos (humor, fins artísticos, curiosidades, causas sociais) e formatos (imagem, vídeo, texto etc). Existe algum estilo e algum formato específicos que tenham maior tendência a viralizar? É possível traçar algum tipo de característica comum entre os conteúdos que se tornam virais ou eles dependem basicamente de influenciadores pra se espalhar? 

Há vídeos muito diferentes que viralizam. Há os vídeos comercias que são produzidos para viralizar, há aqueles que são produzidos para emocionar e há ainda aqueles que acontecem por acaso, muitas vezes sem que o próprio protagonista saiba que está sendo filmado…

Certamente vídeos de humor tem grande potencial viral, mas descobrimos, por exemplo, uma pesquisa que afirma que as coisas que mais viralizam são gatos e… bacon! O que todos os vídeos virais têm em comum é que surpreendem de alguma forma.

Qual o viral (ou os virais) preferido(s) de vocês? E qual o principal viral de 2013 até agora?

Gostamos de pensar nos virais off-line, coisas, idéias e comportamentos que são virais e sequer percebemos: a cultura pop, por exemplo, o jeans. Quanto aos vídeos, um viral unânime durante o processo de pesquisa para a exposição foi o ‘tapa na pantera’ de Alice Vergueiro, um ícone, pode-se considerar histórico!

Há poucos dias apareceu um viral de uma menina que pede demissão em vídeo, ao som de uma música de Kanye West, em pouquíssimo tempo atingiu mais de 13.000.000 visualizações. Em 2013, no contexto do arquivamento do projeto da ‘cura gay’ apareceu um vídeo ótimo de uma suposta conversa telefônica entre Dilma e Feliciano, hoje com mais de 5.000.000 visualizações.

O caso do “Passinho” também é surpreendente: a rede, a estética, todo o movimento cultural por trás dos vídeos desses meninos da periferia. Se pensarmos que a cada minuto é feito o upload mais de 2 mil minutos de vídeos no youtube, temos uma noção de como é difícil escolher os vídeos preferidos! Isso sem falar dos perfis virais como Dilma Bolada, Gina Indelicada, a estética dos memes… Impossível escolher um só!

shesaidboom
O melhor do Festival do Rio pra mim sempre são os documentários de música. Foi por conta do evento que vi  os incríveis Upside Down: The Creation Records Story (sobre a gravadora que lançou bandas como Primal Scream e Oasis) e o New Order Story. O meu…
ascari-feat
“A Brazilian fella in my workshop… finally!”. Foi com essa frase e um sorriso largo que Helio Ascari, da Ascari Bicycles, me recebeu em sua oficina, em Portland, Oregon, aberta em 2011. Nos dois meses em que a New Gents foi do “tive…

Brasileiro residente em Berlim. Viciado em música, arte e futebol. Coautor do livro 'D4', de contos e poesias, publicado pela Editora Multifoco, e Marketing Campaign Manager na empresa upday.com